null
Acessibilidade Destaque Inclusão Social Lazer Notícias

Aulas gratuitas de zumba promovem inclusão social para deficientes em Meriti

Projeto de aula de dança promove inclusão de pessoas com deficiência
Projeto de aula de dança promove inclusão de pessoas com deficiência Foto: Cléber Júnior / extra

 

Que dançar faz bem para saúde, todo mundo sabe. Em São João de Meriti, a dança, entretanto, ajuda também na melhora da autoestima de algumas pessoas. Há quatro meses tocando o projeto Free Dance na Vila Olímpica da cidade, no bairro Grande Rio, e em praças, o professor Jorge Gonçalves, o Jorginho Free Dance, de 37 anos, tem conseguido mudar a história de vida de moradores do local.

Uma delas foi da pequena Rafaela Barrocas, de 13 anos. A menina, que nasceu com a Síndrome Mielodisplásica (ou Mielodisplasia), e não tem o movimento das pernas, tem feito bonito nas turmas de zumba. A mãe, Rosilene Barrocas, de 30, destaca a evolução emocional e física da filha.

Rafaela Barrocas já faz as aulas de zumba há quatro meses
Rafaela Barrocas já faz as aulas de zumba há quatro meses Foto: Cléber Júnior / Extra

 

— Eu já fazia as aulas e ela queria dançar comigo. Trouxe, e ela adorou. Nesses três meses que estamos no projeto, a vida já deu uma modificada. Ela está mais confiante, a respiração dela melhorou bastante também — afirma Rosilene.

A nova aluna da turma, Evelin de Araújo Miranda, de 7 anos, é outra que tem esbanjado vitalidade. Mesmo usando uma perna mecânica, a garotinha arrisca fazer todos os passos. Ela vai acompanhada da avó, Rita Luziet Miranda dos Santos, de 55 anos, que também participa dos encontros dançantes.

— Ela sempre gostou de dançar. Quando soube que eu estava fazendo a aula, ela se interessou. Há mais ou menos um mês que ela está na turma e já fez vários amigos. Emociona a gente com certeza — diz Rita.

Para participar do projeto, que tem apoio da Secretaria municipal de Esportes de Meriti, basta ir até a Vila Olímpica. Não há um limite de idade, nem é preciso fazer inscrição.

Aulas ocorrem na Vila Olímpica de São João
Aulas ocorrem na Vila Olímpica de São João Foto: Cléber Júnior / Extra

 

VILA OLÍMPICA

As aulas de dança ocorrem às segundas, quartas e sextas, das 18h às 20h. Às terças e quintas, das 7h20 às 19h. A Vila Olímpica fica na Rua Milton, s/n, no bairro Grande Rio.

NAS PRAÇAS

Na Praça do PAM Meriti, as aulas são às segundas, quartas e sextas, a partir das 18h. Na Praça dos Três Poderes, elas ocorrem nos mesmos dias, porém, a partir das 7h.

COMO PARTICIPAR

Não é preciso matrícula, nem pagamento de taxas. Como também não há limite de idade, basta chegar e participar.

Qualquer pessoa pode participar das aulas
Qualquer pessoa pode participar das aulas Foto: Cléber Júnior / Extra

 

SERVIÇOS

Além da zumba, a Secretaria de Esportes está com uma nutricionista, psicólogas e fisioterapeuta na Vila Olímpica para atender a população. Quem quiser, precisa ir ao local agendar uma consulta, que também é gratuita.

AULÃO

No domingo, a partir do meio-dia, a Free Dance faz um evento com cinco horas de aula de dança no ABS Lounge, na Rua Silvino Martins, na Vila Tiradentes. A entrada vai custar R$ 10.

Jorge Gonçalves dá aulas de dança há 15 anos
Jorge Gonçalves dá aulas de dança há 15 anos Foto: Cléber Júnior / Extra

 

JORGE GONÇALVES, professor de dança

“Tenho meu projeto de dança há 15 anos. Como o nome diz, é uma iniciativa de dança livre para todas as idades. O conceito é trabalhar com a inclusão social, tanto que a turma é composta por jovens, idosos, crianças e pessoas com deficiência. Não há um tratamento diferente. Todos são tratados da mesma forma. Eu fico muito feliz, arrepiado, em mudar a história de vida dessas pessoas que antes sofriam de depressão, não tinham nenhuma vontade de viver. Quando elas estão dançando, veem que podem fazer, que podem se divertir como qualquer outra pessoa. Atualmente, o projeto deve contar com mais de 500 alunos em São João. As aulas acontecem na Vila Olímpica, na Praça do PAM Meriti e na Praça dos Três Poderes (na frente da sede da prefeitura). Tenho uma equipe com dez profissionais hoje. Quem estiver interessado, pode chegar e participar. Não cobramos taxa, nem exigimos nada. Só queremos que todos se divirtam juntos”.

 

Por: Igor Ricardo
Fonte: https://extra.globo.com/noticias/rio/aulas-gratuitas-de-zumba-promovem-inclusao-social-para-deficientes-em-meriti-21823894.html (Acesso em: 15/09/2017)

Receba as edições impressas da Revista PCD na sua casa!

Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro das novidades!

Quer receber as novidades sobre o universo PCD no seu e-mail? Cadastre-se abaixo: