null
Arte Destaque Educação Inclusão Social Lazer Notícias

Fotografia é tema de workshop voltado a deficientes visuais

 Teco atua como fotógrafo, registrando as experiências visuais de quem enxerga o mundo com apenas 0,5% da visão - TECO BARBERO / DIVULGAÇÃO

Teco atua como fotógrafo, registrando as experiências visuais de quem enxerga o mundo com apenas 0,5% da visão – TECO BARBERO / DIVULGAÇÃO

O Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (Macs) realiza, a partir de segunda-feira, dia 16, o workshop “Olhar sensível”, que será ministrado pelo jornalista e fotógrafo Teco Barbero a um grupo de deficientes visuais.
Haverá aulas nos dias 16, 17, 23, 25 e 30 de outubro e no dia 1 de novembro, sempre das 14h às 16h, no galpão do Macs (av. Dr. Afonso Vergueiro, 280 — ao lado da antiga Estação Ferroviária de Sorocaba). Informações sobre inscrições podem ser obtidas pelo email: macs@macs.org.br. É necessário que o participante tenha idade superior a 12 anos e esteja acompanhado de alguém sem deficiência visual durante o curso.
Durante a parte prática do workshop ministrado por Teco Barbero, que é deficiente visual, os participantes terão contato com os equipamentos e aprenderão a forma correta de posicionar as câmeras. O fotógrafo fala que, durante esse processo de aprendizagem espacial, é importante que a pessoa esteja atenta aos sons do ambiente, além da utilização do tato para encontrar pontos de referência.
Do material produzido no curso será organizada uma exposição prevista para o início de 2018. As fotografias serão escolhidas por uma curadoria do Macs e impressas em alto-relevo com uma nova tecnologia, permitindo a visita tátil das obras.
De acordo Silvana Sarti, artista visual e organizadora do evento, o intuito da iniciativa é possibilitar que pessoas com deficiência visual possam fotografar, contribuindo para suas percepções de localização espacial, além de propiciar integração com a família e a sociedade. “Notamos que muitos deficientes visuais demonstravam interesse em se aproximar da arte, mas não se sentiam acolhidos”, explica a organizadora, que já realizou visita guiada pelo museu destinada a deficientes visuais.
O departamento educativo do Macs já atua na inserção do deficiente visual em sua equipe de trabalho. Recentemente, com o apoio da Associação Sorocabana de Atividades para Deficientes Visuais (Asac), os visitantes tiveram a oportunidade de visitar a exposição BienalSur (que segue em cartaz até o dia 4 de novembro).
O olhar através da alma
Formado em jornalismo pela Uniso, Antônio Walter Barbero, o Teco, relata que sempre foi apaixonado pela comunicação. Em 2002, recebeu proposta do então documentarista Werinton Kermes para participar de curso de fotografia para deficientes visuais. Em princípio, o que parecia ser impossível tornou-se uma motivação para a quebra de barreiras. Desde então, Teco atua como fotógrafo, registrando as experiências visuais de quem enxerga o mundo com apenas 0,5% da visão.
Em 2010, Teco começou a dar aulas voluntárias em um minicurso de fotografia em São Paulo. Desde então, viajou por diversas regiões do país, com o objetivo de ensinar a arte da fotografia. “Nós, deficientes visuais, que nos aventuramos pela arte da fotografia, provamos que, para quem captura imagens, a luz não é o mais importante, pois nós fazemos fotos com a sensibilidade da nossa alma”, ressalta Teco.
Essa é a segunda parceria do fotógrafo com o Macs. Em setembro, ele realizou cobertura fotográfica no museu durante a abertura da Bienal Internacional de Arte Contemporânea da América do Sul (BienalSur). Mais informações: (15) 3233-1692.

 

Por: Equipe Online - online@jcruzeiro.com.br
Fonte: http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/827724/fotografia-e-tema-de-workshop-voltado-a-deficientes-visuais# (Acesso em: 13/10/2017)

Receba as edições impressas da Revista PCD na sua casa!

Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro das novidades!

Quer receber as novidades sobre o universo PCD no seu e-mail? Cadastre-se abaixo: