Destaque Esporte Notícias

Gabriel aprende a nadar

por BEATRIZ ZAMBONATO SANTOS

Uma das principais promessas da paranatação brasileira não sabia nadar até setembro de 2015. Deficiente visual, o estudante jauense Gabriel Luan da Silva Nascimento, 15 anos, caiu nas piscinas após um encontro com o treinador Rinaldo Luchesi, o Bill, na Associação e Movimento de Assistência ao Indivíduo Deficiente (Amai). “E aí garoto, nunca pensou em nadar?”, foi o início dessa conversa.
Pouco mais de dois anos depois, o paratleta da equipe da Academia do Bill/NIE/Prefeitura de Jaú coleciona medalhas e aparece no ranking do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) como o terceiro melhor do País na prova dos 100 m costas. No começo, porém, nadar não foi tão simples para Gabriel. Ele passou por um processo de aprendizagem e adaptação, para depois começar a competir. Tomou gosto pela coisa e nunca mais parou de subir no pódio.
Gabriel conta que, por ser cego, o movimento dos braços para frente e para baixo é a principal dificuldade para se orientar nas piscinas. O treinador Bill aponta que para um atleta convencional os exercícios são explicados e demonstrados fora d´água. Para o deficiente visual, em algumas atividades, é necessário entrar na água e ajudá-lo a “sentir” o movimento. “Mas ele tem muito talento”, resume o mentor Bill.
Ainda não se sabe onde Gabriel Nascimento chegará no paradesporto. Disputará uma Paralimpíada? Será um dos grandes nomes da paranatação do Brasil? É o seu sonho continuar competindo e vencendo, revela o jovem jauense. Mesmo que nada disso se concretize, em pouco tempo ele já superou muitos obstáculos com suas braçadas largas. (RR)

Fonte: http://www.comerciodojahu.com.br/noticia/1373307/gabriel-aprende-a-nadar (Acesso em: 31/12/2017)