Empregabilidade Inclusão Social Notícias

Prefeitura de São Paulo apoia Celebração dos 27 anos da Lei de Cotas

Celebração da data acontece na terça-feira (24) no Parque Ibirapuera e chama a atenção para as mudanças nas legislações trabalhistas

O aniversário de 27 anos da Lei de Cotas, documento que garante a inclusão de pessoas com deficiência em empresas com 100 ou mais funcionários, será comemorado na próxima terça-feira, 24 de julho, na marquise do Parque Ibirapuera.

O evento, que já acontece há mais de 11 anos, é organizado por diversas entidades e atores sociais, entre eles a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo, e tem como objetivo conscientizar e sensibilizar sobre a importância da inclusão profissional e do trabalho formal para pessoas com deficiência.

A programação contará com apresentações artísticas com recursos de audiodescrição e Libras. Além disso, técnicos do INSS vão orientar a população sobre benefícios e direitos previdenciários. A solenidade é gratuita e aberta ao público.

Segundo o Censo 2010 (IBGE), o Brasil possui 45 milhões de pessoas com deficiência, sendo que 31 milhões delas estão em idade produtiva. Porém, de acordo com os dados da RAIS 2016, somente 418 mil profissionais com deficiência estão empregados. Isso representa menos de 1% dos empregos formais existentes no país. O estado de São Paulo é a unidade federativa que mais inclui no trabalho, com cerca de 120 mil postos preenchidos (33,5% da cota).

A taxa de desemprego entre as pessoas com deficiência pode ser até 80% maior do que das demais pessoas da população ativa (WRIC-ONU). Por isso, o mercado de trabalho deve estar preparado para combater o preconceito e a discriminação, principais barreiras ainda enfrentadas pelos profissionais.

Para o Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato, “a conquista de um emprego é um passo fundamental para a pessoa com deficiência ter uma vida digna e mais independente. Além disso, as empresas que seguem a lei mostram o compromisso com a responsabilidade social”.

Nos últimos meses, as recentes alterações promovidas pelo Governo como a Reforma Trabalhista e a Lei de Terceirização, que permite a contratação de terceiros em todas as áreas da empresa, inclusive nas atividades principais, vêm trazendo uma série de inseguranças e questionamentos em relação ao processo de inclusão de trabalhadores com deficiência. Questões como o trabalho intermitente e a diminuição ou extinção da cota em empresas que passem a terceirizar boa parte das suas atividades podem colocar o trabalhador com deficiência em situação vulnerável.

 

Outras informações
A chamada Lei de Cotas diz respeito à Lei Federal nº 8.213/1991, que em seu artigo nº 93 dispõe sobre uma cota de contração de profissionais reabilitados ou com deficiência em empresas com 100 ou mais funcionários nas seguintes proporções: até 200 funcionários – cota de 2%; de 201 a 500 funcionários – cota de 3%; de 501 a 1000 funcionários – cota de 4% e de 1001 funcionários em diante – cota de 5%. O descumprimento da legislação implica em multas para a empresa que podem chegar ao valor de R$ 228 mil.

O direito ao trabalho para a pessoa com deficiência está garantido, inclusive, em tratados e normas internacionais das Organizações Internacional do Trabalho e das Nações Unidas. A oferta de emprego pleno, produtivo e trabalho decente para todos é um dos 17 objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS-ONU).

Serviço: 27º Aniversário da Lei de Cotas
Data: 24/07/2018 (terça-feira)
Horário: 10h às 14h
Local: Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Portão 3 – São Paulo/SP
(na marquise do parque ao lado do MAM – Museu de Arte Moderna).

PROGRAMAÇÃO
10h: Abertura da celebração
10h10: Hino Nacional com o Coral de Libras de Osasco
10h15 – 10h50: Mesa de abertura com presença de representantes do Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Tribunal Regional do Trabalho,
Governo Estadual, Governo Municipal, Conselho da Pessoa com Deficiência Estadual, Espaço da Cidadania e do Movimento Sindical.
10h50: Leitura da Carta de São Paulo em Defesa da Lei de Cotas
11h: Banda Música do Silêncio
11h30: Rapper Billy Saga
12h: Capoeira Adaptada AACD
12h30: Coral de Libras Atitude e Ação
13h: Educador do MAM Leonardo Castilho
13h30: Grupo de Percussão da NURAP
14h: Encerramento da celebração

 

 

Por: Assessoria de Imprensa Prefeitura de São Paulo

Receba as edições impressas da Revista PCD na sua casa!

Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro das novidades!

Quer receber as novidades sobre o universo PCD no seu e-mail? Cadastre-se abaixo: